Série da vez: La casa de papel

12.2.18

Perceberam que faz bastante tempo que faço um "Série da vez"? Isso aconteceu porque realmente faz muito tempo que não me dedico e me apaixono por uma série nova, por isso, sempre que inicio alguma, nunca chego até o final. Semana passada isso mudou. A internet inteira estava falando de La Casa De Papel, mas eu ainda não tinha parado para pesquisar sobre a trama, foi quando minha amiga da faculdade fez aquele drama básico e disse que eu p-r-e-c-i-s-a-v-a assistir essa série.

Na verdade, essa é uma minissérie espanhola lançada com 15 episódios nas telinhas de lá, mas que a Netflix a organizou como série e em duas temporadas. A primeira temporada ficou com 13 episódios e já está disponível na plataforma, mas a segunda você tem que assistir na internet se não aguentar a espera hahaha.

Se foi a melhor coisa que assisti esse ano? Que assisti na vida? Sim! La Casa De Papel conta a história de oito renomados ladrões que executam o maior e melhor plano de assalto do mundo: um roubo à Casa da Moeda da Espanha.

Nossos amados vilões usam nomes de cidades para não misturarem o plano infalível com suas vidas pessoais e nem serem identificados pela polícia: Tokio, Nairobi, Berlim, Denver, Rio, Moscou, Oslo e Helsinque, enquanto o líder dessa operação atende pelo codinome de Professor.

A história é narrada por Tokio e, em sua maior parte, se desenrola dentro da Casa da Moeda com os assaltantes e seus reféns e na tenda montada pelos órgãos de investigação, contando ainda com flashbacks dos ladrões nos cinco meses de preparação que antecederam o assalto.

Mas não pensem que essa é uma história crua de um assalto. Durante os episódios, vamos descobrindo conflitos pessoais dos assaltantes, dos reféns e dos policias. Questiona-se o certo e o errado, as oportunidades, os objetivos, valores éticos e morais, o amor, o instinto de sobrevivência e condutas rotuladas como de vilão e de mocinho.

É por isso que La Casa De Papel envolve tanto a gente. O tempo inteiro eu me imaginava em todos os papéis, o que eu faria no lugar deles, se concordo com suas razões, com a maneira como agem... me identifiquei com alguns, torci pelo fracasso de outros, ri, chorei, vibrei e vivi longas horas de assalto dentro da Casa da Moeda, vestindo meu macacão vermelho e minha máscara de Salvador Dali.

O plano é tão bem elaborado que é impossível não torcer para os "nossos amigos com nomes de cidade". A gente se coloca no lugar deles mesmo, sabe? Se imagina dentro daquele grande ideal e torce para que eles saiam logo dali de dentro com os seus milhões. A polícia se sacrifica de todas as maneiras possíveis, mas o Professor dedicou sua vida inteira a elaborar esse plano, não tem como dar errado, não tem imprevisto... Ou será que tem? Só assistindo pra saber.

Espero ter plantado a sementinha da curiosidade na cabecinha de vocês, mas não quis dar spoiler nenhum da série, até porque fica bem mais instigante quando a gente vai assistir sem saber nadica de nada, não acham? No mais, recomendo muito, muito, muito La Cada de Papel.

Comentem aqui embaixo se vocês gostaram do post, se já assistiram a série ou ficaram com vontade começara agora. Beijos!

Que tal esses?

4 comentários

  1. CARACA! Você tá aqui desde 2015! Descobri seu blog recentemente e já estou apaixonado pelo seu conteúdo. Já assisti a série La Casa De Papel, foi uma das melhores séries que eu assisti! Ainda nem acredito que estava torcendo para os ladrões Hahaha!

    Beijos! Também tenho um blog, segue o link: Nuvens de Adolescentes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, faz tempo que estou despretensiosamente por aqui kkkkk
      Não tem como não torcer pelos ladrões, hahaha ♥

      Excluir
  2. Ju, que série maravilhosa! Tô doida pra assistir a segunda temporada - já tô até com um link da internet aqui, só esperando o marido chegar em casa! Hahaha! <3

    ResponderExcluir

Google +

Facebook

Quote #1

"Devemos sempre acreditar que, por mais difícil que seja, lutar por aquilo que queremos não é perda de tempo."

- Anne Ferreira