Dica de Filme: Antes Que Eu Vá

7.7.17

Antes Que Eu Vá é o meu livro favorito da vida. Já li muitos livros de estilos diferentes, todos carregados de ensinamentos, lições de vida ou só entretenimento, mas, de todos eles, Antes Que Eu Vá foi o que mais me impactou, chocou e surpreendeu. Li o livro em 2011 (bem antes de criar o blog, se não teria resenha dele) e naquela época essa história era tudo que eu precisava ler, por isso, quando soube que o filme seria lançado, fiquei maravilhada e contei os dias para assistir. 

Essa é a história de Samantha Kingston, uma menina linda, popular, com um boy muito magia e três amigas incríveis com quem ela pode contar pra tudo. Parece uma vida perfeita, ela tem pais ótimos, uma irmã mais nova super fofinha e pessoas que a admiram de verdade, mas parece que Sam desperdiçou sua adolescência desvalorizando tudo isso, aprontando tudo com seu trio de amigas e pisando nas pessoas que não se encaixavam no padrão delas.

Parecia uma vida normal, não é tão diferente do que se vê por aí, mas naquela sexta feira, dia 12 de fevereiro, típico dia do cupido no colégio, a vida de Sam nunca mais seria a mesma. Olha, a morte chega pra todo mundo e chega sem pedir licença, sem avisar ou dar uma segunda chance, mas com a Sam foi diferente.

No dia que marca o ápice da popularidade de Sam, Lindsay, Elody e Ally as meninas fizeram o que sempre fazem: exibiram sua beleza, foram secas com alguém e claro, humilharam Juliet Sykes, uma colega de turma de aparência e comportamento bem diferente do delas. Juliet tem um enorme cabelo louro despenteado, usa roupas que mais parecem trapos, está com um semblante sempre deprimido, não tem amigos e vive isolada. É o que costumamos chamar de "menina esquisita", o que parecia dar o direito às garotas de sempre infernizarem a vida dela por ela ser assim. Ou será que Sykes é assim justamente por ter sido tão infernizada?

A perseguição que sempre acontecia no colégio passou dos limites em uma festinha que a Juliet resolveu aparecer. Na verdade, ela só foi até lá pra tentar fazer coisas normais como todo mundo da sua classe, mas quando mais uma vez foi ofendida pelas meninas, extravasou toda a raiva que sentia delas, o que foi ainda pior. Juliet foi alvejada em bebida e depois desse vexame as meninas voltaram pra casa, mas no caminho um acidente fatal muda a vida de Sam.

"Talvez para você exista um amanhã. Talvez para você existam mil ou três mil... ou dez. Tanto tempo que você pode aproveitar. Tanto tempo que você pode desperdiçar. Mas para alguns de nós, só há o hoje, e o que você faz hoje importa naquele momento e talvez, infinitamente." 

Essa é uma das frases mais lindas do livro e fiquei feliz ao vê-la no filme. Já parou para pensar nisso? A gente sempre vai dormir fazendo planos para amanhã e até coloca despertador pra acordar. E se não acordar? O que você fez de bom hoje? O que você fez de bom em todos os seus hoje até agora? Sam não tinha feito muita coisa boa, mas quando morreu e no dia seguinte acordou em 12 de fevereiro novamente e novamente e novamente, percebeu que suas atitudes poderiam ser mudadas. 

Não temos o luxo de uma segunda, terceira, quarta chances, mas na ficção isso pareceu uma boa ideia. No começo, como já era de se esperar, Sam fica assustada e confusa dentro daquele dia que tanto se repete, mas no final das contas ela entende o verdadeiro significado de tudo isso, entende a diferença que ainda pode fazer na vida das pessoas. Nunca é tarde de mais. Dizem que somos lembrados pelos nossos últimos gestos e é verdade, Sam será lembrada por tudo que ela fez antes de ir.  

Acho que o caminho que a personagem traça até se dar conta do que fazia com a sua vida, e principalmente com a vida das pessoas que a cercava, nos faz parar para refletir bastante sobre o que fazemos com a nossa. Acredito que em algum momento da vida fizemos coisas que magoaram outras pessoas e quem sabe deixamos nelas uma ferida aberta que ainda não fechou. Morte é um assunto que coloca todo mundo com os pés no chão e, enquanto nossos dias não se repetirem como o da Sam, é melhor consertarmos nossos erros de agora.

O filme inteiro é lindo e emocionante, o final então nem se fala. Chorei horrores, confesso. A adaptação ficou bem fidedigna ao livro, por isso, quem o leu não vai se decepcionar e quem ainda não conhece a história vai se apaixonar e se surpreender com ela. Recomendo mil vezes! Dá pra assistir online nesse site aqui.

Me diz, se hoje fosse seu último dia, quais lembranças você deixaria aqui na terra? Como você será lembrado? Fez tudo o que gostaria de fazer? Me conte aqui nos comentários. Ah, também me digam o que acharam do filme, caso já tenham assistido, e do post. Beijos!

Que tal esses?

10 comentários

  1. Preciso ir assistir esse filme. Parece ser muito bom. Sou apaixonada por filmes que me fazem chorar, e esse com certaza vai ser um desses.

    Beijos!
    www.memorizeis.tk

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho curiosidade para assistir o filme, parece ser bom. Não acho que vou achar um daqueles filmes super impressionantes que ficam marcados para sempre mas uma boa história ele parece ter :))
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que te surpreenda e que tu goste bastante! :D

      Excluir
  3. Fiquei muito curiosa pra assistir! Vou procurar! <3

    ResponderExcluir
  4. Nossa, o filme já estava na minha listinha pra assistir e agora eu me interessei mais ainda! Vivo pensando sobre isso de quanto tempo eu tenho (ou não tenho) pra viver e fazer as coisas valerem a pena, é uma coisa e tanto a se pensar pra policiar nosso comportamento na vida.

    http://www.sextadimensao.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também penso muito nisso, é uma reflexão muito válida :D

      Excluir
  5. O nome do livro é o mesmo do filme?
    Amei teu post e conhecer mais sobre essa obra, coloquei o livro na minha lista de futuras leituras, por que eu prefiro ler antes de ver o filme, com certeza é uma história para tirar lições.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é o mesmo nome. Vale muito a pena tanto a leitura como o filme, espero que goste!

      Excluir

Google +

Facebook

Quote #1

"Devemos sempre acreditar que, por mais difícil que seja, lutar por aquilo que queremos não é perda de tempo."

- Anne Ferreira