5 coisas que aprendi com O Clube da Luta

7.12.16

Páginas no facebook sobre cinema são ótimos meios para conhecer filmes novos. Em uma dessas páginas, vi uma frase do filme  Clube da Luta que me chamou bastante atenção, então fui correndo na Netflix procurar pelo filme e pra minha sorte, achei! A sinopse me deixou ainda mais empolgada com a história e quando terminei o filme fiquei em êxtase, tentando entender a complexidade da nossa vida.

O filme conta a história de Jack, um jovem de vida comum, porém confortável, mas que se encontra satisfeito com sua vidinha e a partir daí começa a frequentar grupos de auto-ajuda, onde conhece a maluca da Marla Singer e Tyler Durden, que lhe apresenta um jeito novo de extravasar suas preocupações: no Clube da Luta. Amei o filme e listei 5 coisas que aprendi com ele

As coisas que possui acabam te possuindo
O seu carro do ano, aquela roupa maravilhosa que você não empresta de jeito nenhum a sua irmã, um sofá novo, deixar a casa sempre limpa, uma bolsa de couro original... Seus bens dominam você e dizem o que você tem que fazer: trabalhar mais, ganhar mais dinheiro, economizar o ano todo, viver pra ter aquilo ou a vida não terá sentido. Todos essas características de domínio e submissão eu, infelizmente, consigo observar em mim, no meu pai e na minha mãe, mas já estou trabalhando duro para não permitir que as coisas que possuo me possuam.

Só depois de perdermos tudo é que estamos livrer para fazer qualquer coisa
Aquela sensação boa de segurança é o que nos mantém inertes na zona de conforto. Medo de perder o emprego, medo de um imprevisto gastar todas as suas economias, medo de derramar suco no sofá, café na sua camisa nova, medo, medo, medo... Só a sensação de não estar preso a nada pode nos permitir voar e conquistar o mundo.


A capacidade de deixar o que não importa deslizar de verdade
É muito comum que coisas pequenas nos incomodem ao extremo, esse é mal do século XXI: a dor profunda de tudo e a ansiedade que sufoca. Algumas coisas realmente precisam de uma atenção maior, mas as outras simplesmente não são tão importantes assim para estar nos matando. Olha, é tão, tão, tão importante saber quais são essas coisas e deixá-las ir.

Você não é o seu emprego
Desde pequenos somos criados para estudar bastante na escola, conseguir boas notas, passar em uma boa faculdade e lá estudar ainda mais pra ter um bom emprego e no emprego, estudar e trabalhar mais ainda pra conseguir uma promoção, um cargo maior e no final das contas, parece que o seu cargo diz quem você é. Mas não diz. Você é muito mais que o salário que ganha, você é gente.

Parar de tentar controlar tudo e deixar rolar
Se preocupar com o fato de algo dar errado é o primeiro passo pra realmente dar errado. Não é sobre ser imprudente, mas simplesmente relaxar e deixar as coisas tomarem seu curso natural, não forçar a barra e deixar a vida nos surpreender. As vezes tentamos controlar tudo a nossa volta como se fôssemos os donos do mundo, quando na verdade mal conseguimos ser donos de nós mesmos.

Filmes que acrescentam algo de bom na vida de gente merecem ser assistidos mil vezes, não acham? Tenho que lembrar dele sempre que me esquecer dessas coisas tão simples e cruciais e, sem dúvidas, Clube da Luta é um dos meus filmes favoritos. Vocês já assistiram? O que mais gostaram nele? Comentem aqui embaixo!

Que tal esses?

4 comentários

  1. Eu achei sensacional esse filme. Agora quero muito ler o livro tbm.
    Beijos
    https://recolhendopalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. E eu ainda não vi esse filme...
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir

Google +

Facebook

Quote #1

"Devemos sempre acreditar que, por mais difícil que seja, lutar por aquilo que queremos não é perda de tempo."

- Anne Ferreira