Sério que você é machista?

12.11.15

Olha a blogueira querendo causar reboliço nesse bloguito! Ora, as pessoas, a internet, a galáxia... estão todos falando sobre os direitos de homens e mulheres, em ouras palavras, feminismo e machismo. Eu, Juliana Azevedo, 18 anos, mulher, estudante de direito e defensora com unhas e dentes do que acredito, vim aqui jogar pra fora tudo o que eu penso sobre o assunto. Vou logo avisando que o post vai ser gigante, mas quem acredita nessa causa, vai ler até o fim ♥

Primeiramente, não vamos nos apegar tanto assim aos termos feminista e machista, porque nomenclaturas, em geral, são coisas que assombram as pessoas. Vamos fazer assim, não vamos dividir ninguém em nada, vamos deixar tudo igual! Eu já poderia acabar esse post por aqui, percebeu? VAMOS DEIXAR TUDO IGUAL! 

Voltando para os termos, o feminismo nada mais é que um movimento que pretende igualar homens e mulheres em respeito, liberdade, direito e até mesmo em obrigações, exatamente como deveria ser, segundo a Constituição Federal. Mais uma vez, eu poderia acabar esse post aqui.

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição;

As feministas são mulheres que, ao contrário do que dizem por aí, não estão com falta de rola (desculpem pela palavra horrorosa, mas ela é a usada!), e sim com falta do respeito ao seu corpo, à sua liberdade, à seus direitos e tantas outras coisas que, sinceramente, nunca tivemos. Essa privação é fruto do nosso passado histórico, cultural e machista que já está na hora de ser rompido. 

Do outro lado da moeda, está um grupo de pessoas, que não são necessariamente homens, que acham que a mulher nasceu para ser uma criatura subalterna, inferior, obediente à tiranias, é difinida pelo que veste, merece apanhar, ser estuprada, jamais deverá ter um salário igual a de um homem, trabalhar nas mesmas coisas que um homem, ser mais homem que muito homem por aí... Mantenho o respeito pelos pontos de vista diferentes dos meus, mas não sei como as pessoas conseguem engolir essa ideologia que só preza a desigualdade dos gêneros. Céus!

A hipocrisia é tão grande, as mulheres são tidas como culpadas pelos atos de imundice e descontrole sexual alheio. Vamos abrir o dicionário para esclarecer uma coisinha...

estupro 
es.tu.pro 
sm (lat stupru1 Atentado ao pudor cometido com violência2 Coito sem consentimento da mulher e efetuado com emprego de força, constrangimento, intimidação ou decepção quanto à natureza do ato; violação. (Quase sempre empregado quando a vítima é menor de idade.)


Oh! Que bela definição, tão clara, fácil de ser entendida e assimilada até por um animal. Não é mesmo? NÃO! Alguém me explica essa pesquisar, poooor favoooor? 



Amigos, não estou compreendendo essa vida, alguém me dá um manual de instrução. Vamos deixar uma coisa bem clara aqui (mais uma, porque é tudo tão claro!): Existem mulheres que pegam geral, falam palavrões, não são "finas" e tudo mais, mas isso não é da sua conta. Existem mulheres que são pessoinhas tão de boas, gostam de ficar na sua e tudo mais, mas isso não é da sua conta. Uma roupa é só uma roupa, isso sim é da sua conta. 

Sou cristão católica, isso jamais eu poderia omitir em nenhum de meus posicionamentos, e sim, eu acharia mais adequado que as mulheres se comportassem com a elegância de nosso gênero. Você pode dizer que ninguém se importa com o que eu acho, mas continuarei achando isso, combinado? Por outro lado, não aceitarei jamais essa alegação de "querer ser estuprada". Ela pode usar roupa curta e querer sexo casual com todos os homens que vê pela frente, mas se da boca dessa mulher sair as palavras "eu não quero", nunca, jamais, em hipótese alguma, a roupa poderá contrariar essa vontade, por mais que você ache que está contrariando. Lide com isso, sociedade.



Sou cristã e continuarei achando um absurdo que as pessoas desejem mal e desrespeito a outra mulher só porque ela não compartilha de nossas crenças. Vou me utilizar como exemplo: Tenho 18 anos, fui muito bem educada pelos meus pais a me valorizar e ter posturas respeitosas comigo mesma, sou católica, não me prostituo, vivo de bens com a humanidade e sim, tenho roupas curtas. Não porque quero ganhar alguma coisa com elas, apenas porque achei bonitinhas e quis comprar. Você acha que mereço ser estuprada, ou que, a última característica que citei invalida todas as outras e dá cabimento para meu corpo ser violado?

Agora vamos imaginar uma pessoa igualzinha a mim, mas que não está vinculada a nenhuma religião ou que não conheça a Deus. Ela merece ser estuprada? Vamos mais além e imaginar uma pessoa completamente oposta a mim. Imaginou? Meu amigo, se essa pessoa não quis um sexo casual com você, ela certamente não vai querer um estupro. Independente de qualquer adjetivaçâo, se ela não quer, ela não quer! "Merecimento" é algo muito subjetivo, quem é você pra setenciar alguém segundo o seu próprio pensamento? 
Não somos um pedaço de carne e não fazemos a menor questão por elogios maliciosos. Queremos o mesmo respeito que alguns homens conquistam só de olhar com a cara fechada para alguém, queremos salários iguais quando realizamos funções iguais a de um homem, queremos nada mais, nada menos que i-g-u-a-l-d-a-d-e. 

É claro que, a essa altura, o feminismo ganhou interpretações e ramificações que fazem tudo pelo o que lutamos perder o sentido e a razão. Isso não me surpreende. Quantos movimentos por aí não perderam a credibilidade pela falta de limite e senso de razoabilidade? Por isso, antes que alguém me chame de "feminazi", vou deixar claro o que eu defendo e o que eu não apoio nas diversas manifestações do feminismo que estamos vendo por aí: 

Contem comigo para:
  • Defender a igualdade de gênero;
  • Lutar pelos direitos de mulheres que sofreram assédio/agressão/estupro;
  • Discar 180;
  • Fazer um ESCÂNDALO (família Jout Jout Entende);
  • Criar meus filhos ensinando-os que respeitem qualquer pessoa, embora não concordem com elas; 
  • Salários justos (ai de quem me pagar menos do que mereço devido ao meu aparelho genital);
  • Defender causas de quem sabe lutar por elas.

Tirem o meu nome da lista para:
  • Odiar os homens e desejar que todos morram;
  • Desvalorizar o trabalho e empenho de um homem para manter uma casa ou erguer um país. Simples, se não quero que me desrespeitem não desrespeito ninguém, mesmo se a pessoa for machista. Entendidos?;
  • Atacar ridicularmente pensamentos contrários aos meus, tipo pixar uma igreja com absurdos deploráveis. Seje menas e se esforce para não perder a razão, miga. Não é assim que alguém ganha respeito; 
  • Sair pelas ruas mostrando os seios;
  • Ser a favor do aborto.
Esse é meu posicionamento e peço, encarecidamente, que ele seja respeitado. Não preciso me justifcar pr nenhuma das minhas convicções, embora cada uma seja embasada em muitos princípios. É isso e ponto final, ok amigas?

No final das contas, esse repúdio às mulheres é uma coisa esquisita que criaram para serem melhores que alguém, com a desculpa de que é um princípio, uma base social indispensável pra gente. Conversa pra boi dormir! Qualquer ideologia que esteja carregada de paixão por si só e que almeje a sua superioridade, está condenada a ser, no mínimo, estúpida. Ainda tem aquele lance de burrice, preconceito, nasce de novo pra ver se melhora...

Esse é o meu ponto de vista sobre o quadro de feministas versus machistas e tentei ser (e acho que fui) o mais respeitosa que eu poderia. Não espero que alguém concorde 100% com minhas palavras, mas espero o mesmo respeito que eu ofereci. E respeitosamente acrescento: sério que você é machista? Amiga, sua louca..

Que tal esses?

16 comentários

  1. Concordo totalmente contigo em muitos pontos e acho ridículo alguém em pleno ano 2015 ser machista. Temos que ter direitos iguais sim - ou uma família não se constrói com os dois? As mulheres não tem uma grande parcela de participação na hora de ter um filho? De comprar uma casa, pagar as contas e etc?
    Um dia vi um cara dizendo que se o feminismo significava dividir as contas no final do mês, então ele concordava. GENTE QUE ABSURDO!! Fico impressionada com tanta asneira que leio por aí, sério.
    Sobre estupro então, nem tenho vontade de falar porque me irrita só de escrever isso.

    Não concordo contigo sobre o aborto, mas respeito sua opinião e pronto, minha vida vai seguir e a sua também. Por que nem todos podem ser assim, não é?
    Ainda não perdi a fé total, acho que um dia a humanidade vai evoluir :)

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre o que você falou que família se constrói com os dois, uma coisa que acho engraçada é que quando algo sai "errado" na criação do filho (a), o pai joga logo a culpa pra mãe!
      Gente, qual o problema de dividir a conta? Tem homem que nem deixa a esposa trabalhar...
      Fé na humanidade, é isso aí.

      Excluir
  2. Nem vou me delongar no assunto por que sou do tipo de ação, ao invés de escrever. Já espanquei um velho porque se masturbava perto de uma moça e criança no trem. Mostro o dedo do meio quando falam alguma coisa pra mim e ignoro mensagens de 'gata', 'muito linda, heim?'.
    Estamos juntas nessa!
    | A Bela, não a Fera |
    | FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, que velho ridículo!!! Fico pasma com essas coisas

      Excluir
  3. Amei o seu texto, você foi muito feliz em expor suas opiniões. Sim, foi educada e direta. Parabéns
    www.charme-se.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom que consegui manter um nível aceitável de educação :D
      Obrigada

      Excluir
  4. Parabéns pelo post incrível que fez. Falou tudo e mais um pouco sobre o que penso do feminismo. Apesar de não me considerar uma feminista, pois esse termo nos dias de hoje estão muito mal interpretados por ai. Também sou estudante de Direito e temos vários debates sobre o assunto na faculdade, algumas pessoas me julgam machista mas não! Eu sou a favor da IGUALDADE e se eu tiver que, como mulher, defender que eu seja igual a um homem no meu emprego, na sala de aula ou em qualquer lugar, vou ser. Porém nunca, NUNCA vou brigar para ser superior a um homem ou qualquer outro ser. Somos IGUAIS, PONTO FINAL!
    Da mesma forma sou contra o feminicídio, pois acredito que é ai que a lei começa a diferenciar homens e mulheres. Já existe o crime contra a vida, já existe punição para quem comete... então para que classificar? Acho que é redundante já que preciso de uma lei nova para condenar por um crime que já tem lei; homicídio. (brincadeira de faculdade: Faminicídio para mulher e Homemcídio para homens).Enfim, contem comigo também para fazer escândalos (família Jout Jout), para lutar pela igualdade nos lugares públicos e afins mas não contem comigo nunca, para querer superior ou desprezar o trabalho masculino por ter sido feito por um homem.

    Beijão, Isa do www.isabelaseixas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Usar um termo que te identifique como algo, é sempre aterrorizante nos dias de hoje, as pessoas sempre interpretam da forma que querem, mas faço questão de deixar meu pensamento bem esclarecido. Lá na faculdade um professor nos fez pensar sobre a Lei Maria da Penha e como ela vai em desacordo com o art. 5ª por ser um dispositivo exclusivo para sancionar a violência contra a mulher. Bem, não cabe falar disso agora, mas faz sentido. Tenho que refletir mais sobre o assunto. Não acho que menosprezar os homens seja o caminho.

      Excluir
  5. Olha, eu tento ao máximo não ser feminista, não defender só as mulheres, mais SIM quem eu ver que está certo em uma atitude feita. Se o homem errou eu apoio a mulher e ouça a versão dela, se ela errou posso apoiar o homem e ouvir a versão dele. Toda vez quando toco no assunto de machismo e feminismo dentro da sala , é aquele auê '-' , porque todos me julgam , falam que eu sou mulher e tenho que defender as mulheres. NÃO ! , Eu defendo quem eu acho que está certa. Porque nos dias hoje muitas pessoas falam que em um relacionamento quem traí é o HOMEM , mais também tem relacionamentos que quem faz essa "cagada" é uma MULHER. DEFENDO QUEM EU ACHO QUE ESTÁ CERTO , PODE SER HOMEM OU MULHER !

    adorei o post e acho que ele tinha que ir para na primeira página de um jornal , porque tem muitas blogueiras com medo de falar sobre esse assunto, mais você falou tudo e mais um pouco.
    Beijos :*



    www.talitanayara.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lógico, isso é essencial, cada caso é um caso. Temos que analisar a situação isolada, não dá para generalizar nada. Nada mesmo,
      Obrigada, tentei ser bem clara com a minha opinião e ao mesmo tempo respeitosa :D

      Excluir
  6. Simplesmente amei o post! Falou tudo que muitas de pessoas precisam ler por aí. Feminismo é o desejo pela igualdade. Também não entendo se isso é difícil de compreender.

    http://doisjeitos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Ameei o Blog e o Post também, parabéns. Sou blogueiro também se puder visita meu blog !
    http://www.estilodemenino.com.br/

    Beijos !

    ResponderExcluir
  8. Quanto mais o mundo evolui em tecnologia, recursos, propostas e ofertas mais decadente fica a mente e a atitude humana. Meu Deus, eu fico horrorizada quando encontro tantos comentários e opiniões que não são, de maneira alguma, contestáveis ou aceitas entende? E isso não acontece só nesse âmbito, infelizmente tem coisas absurdas no mundo da maternidade, da religião, da sexualidade, acho que até no mundo esportivo, olha que absurdo, as pessoas vêm com ideias doidas. Pois não temos agora visto esse negócio de homens e suas baixarias com uma das participantes do master chef junior??? Meu Deus, que absurdo é esse???? Eu não entendo, sério. E sabe o que é pior? Me cansa, me deixa desanimada, me deixa desesperançosa. É totalmente isso que as pessoas querem, nos desanimar e deixar que essas ideias erradas vençam mas graças a Deus que existem tantas mulheres que lutam e nos animam até o fim, para lutarmos por insistir nas ideias certas, na justiça.
    Adorei o post!
    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre damos 1 passo para frente e 2 para trás. Nem me fale desse caso com a Valentina! Gente, isso é o fim do poço! O pior, é que quem fala essas barbaridades acha que está sendo engraçado e que não há nada de errado com esse pensamento nojento. Imagina como a família dessa menina se sente??? Se fosse comigo, eu ficaria arrasada! humanidade também me cansa, mas não vou desistir da parcela de pessoas que eu posso ajudar a ser diferente.

      Excluir

Google +

Facebook

Quote #1

"Devemos sempre acreditar que, por mais difícil que seja, lutar por aquilo que queremos não é perda de tempo."

- Anne Ferreira