Quando eu aprendi a aceitar o que não pode ser mudado

27.10.15

Sou dessas pessoas que traçam um plano mental - supostamente infalível - à respeito de todas as coisas no meu dia a dia. Antes de dormir não penso em coisas prováveis, mas no meu mundo absurdamente fictício e impossível de se tornar real. Se vocês acham que eu estou sendo pessimista, me digam quais as minhas chances de ganhar na mega sena sem apostar. É assim que eu funciono. Entenderam? Provavelmente não.

Para alguns, não há problema nenhum em ser um eterno sonhador, afinal, todo mundo precisa de meia dúzia de sonhos para se apegar. Acontece que a minha imaginação avantajada torna-se uma pedra no meu sapato quando eu me deparo com o mundo real. Nada acontece como eu planejo. Nada. Antes isso chegava a ser frustrante, mas com o tempo eu fui aprendendo a lidar com as n variáveis da vida. No final das contas, achei o x da questão: eu preciso aceitar e entender tudo aquilo que não posso mudar como um singelo presente da vida. Nunca achei que fosse boa em matemática, mas resolvi um problema.

São Francisco de Assis tem uma frase que retrata bem isso e eu procuro mantê-la como uma sabedoria para a minha vida. Ele diz assim: 

"Senhor, dai-me força para mudar o que pode ser mudado... Resignação para o que não pode ser mudado... E sabedoria para distinguir uma coisa da outra."
A possibilidade de eu ser mais alta, mais bonita, menos cega e acordar sem aqueles velhos problemas que nasceram comigo, é zero. Minhas tentativas de voltar ao tempo para desfazer os meus pecados nunca darão certo, não posso enviar um script de uma conversa que quero ter com uma pessoa e decorar todas as minhas falas, aquele mico que paguei será sempre lembrado, o papel de trouxa também. Não posso controlar as reações do meu corpo à uma comida ou situação. Provavelmente, meu pai não estará milionário quando eu acordar amanhã e agora é tarde de mais para fazer um intercâmbio de Ensino Médio ou ter aulas de balé. 

Sabe, não teria graça se minha vida tivesse o roteiro que escrevi. Se eu me casasse com aquele primeiro cara pelo qual me apaixonei, não teria aprendido nada com ele, muito menos com o segundo cara. Grandes lições, diga-se de passagem. Se não fossem as milhares de dúvidas, a mente cheia, o coração vazio, a crise de ansiedade, se o sapato não estivesse machucando o pé, se a cabeça não estivesse doendo, se o ônibus não estivesse lotado, se ele nem ao menos olhasse para mim, não seria eu. Posso afirmar com segurança e desfrutando de todas as minhas faculdades mentais que eu seria muito infeliz se eu não fosse eu.

"Um fato não pode ser mudado, mas como você convive com ele sim"

Depois de tentar controlar tudo ao meu redor achando que o mundo era uma caixinha de marionetes, eu desisti. Deixo à critério e a rigor de Deus (ou do destino, caso você não acredite nEle) fazer todas as escolhas sobre a minha vida. Que dê errado onde tiver que dar, que doa, machuque e sangre. Vou errar, quebrar a cara e me arrepender mil vezes. Vou querer ter nascido de novo ou morrer naquele instante, mas que assim seja.

Algumas vezes é difícil, mas hoje já não me permito sofrer por aquilo que foge do meu controle. Que fuja, corra! Eu correria de mim também. Prefiro investir a minha energia em tudo aquilo que ainda dá tempo de ser feito, e vou correndo atrás disso. Hoje, ao deitar minha cabeça no travesseiro, quero pensar em todas as possibilidades possíveis e alcançáveis que tenho para amanhã, chega de sonhar em como seria incrível nascer na família real britânica. E que nenhuma das minhas limitações me doam, mas me tragam esperança para conquistar coisas novas e bem melhores do que eu imaginei. Um dia isso dará certo e não estou sendo utópica ao acreditar nisso.

Ah, não posso esquecer de dizer que aprendi tudo isso com a vida: essa coisa fantástica que gosta de me contrariar e já f*deu pra caramba, mas que agora é uma valiosa professora. Obrigada, vida!

Que tal esses?

19 comentários

  1. Tenho que pegar o eu penúltimo parágrafo e aplicar na minha vida. Eu penso IGUAL, mas não faço valer na prática sabe? Tenho que parar de querer controlar tudo e investir naquilo que ainda dá tempo de ser feito.

    Beijos, Love is Colorful

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente isso, Ba. Tão difícil praticar :D

      Excluir
  2. Quando abri seu blog ja amei pelo nome e adorei seu texto tão perfeito parabens ♥

    http://meioquetipoassim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Awn que lindo, me arrepiei lendo o seu texto pois me identifiquei em tantos momentos. Também sou dessas que quer controlar tudo ao seu redor e aí, claro, acaba se frustrando porque no fundo a vida é isso mesmo: uma série de acontecimentos que a gente não tem a menor noção de como controlar. Mas quer saber? Que bom que temos a chance de nos surpreender com a vida todos os dias.
    Beijos,
    #fiquerosa

    Fique Rosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata, também sou grata pelas surpresas da vida :D

      Excluir
  4. Super amei o post.... Perfeito demais
    http://blogdajenny2014.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei ! Apenas digo: A vida é uma loucura,porque as pessoas não seriam ? Viva o presente afinal o próprio nome já diz PRESENTE ! Cara, você é dms <3

    ResponderExcluir
  6. Texto inspirador *-*
    Todos temos problemas mas sempre vou acreditar que o que pensamos e fazemos com ele nos diz como sermos felizes ou tristes! Tenho alergias e odiava, mas hoje aceitei e vivo tão bem :)

    www.chaeamor.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, temos que aprender a lidar com esses empecilhos!

      Excluir
  7. Amei seu texto, vc escreve super bem.

    http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Amei absolutamente tudo que li! Parece que foi escrito para mim. Também sou super sonhadora e muitas vezes (diria sempre) quebro a cara e sofro com isso.
    Mas também estou aprendendo devagar que a vida tem um caminho a ser seguido e que nós não podemos controlar. Somente entregar nas mãos de Deus e confiar dele que o melhor para nós sempre será feito.
    Se hoje eu pudesse voltar no tempo para mudar algo, não mudaria nada do que aconteceu comigo... porque tudo teve um motivo e tudo aconteceu como deveria ter acontecido! E todas as dores que vivo no hoje tenho certeza que no futuro eu verei que elas foram necessárias!

    Beijinhos :)
    Bru Santos ♥
    www.queseame.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você se identificou, Bru. Também tenho essa certeza de que eu não mudaria nada no meu passado :D

      Excluir
  9. Deus sabe de tudo e todas as coisas, nada acontece por acaso. Tudo que acontece em nossa vida é para nos ensinar algo, há um propósito que só Deus sabe o motivo pelo qual devemos passar por tudo. Mas, se entregarmos em Suas mãos a vitória é certa!


    Amei o seu blog linda! Sucesso!
    Fique com Deus <3

    https://majestadesanta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. "Um fato não pode ser mudado, mas como você convive com ele sim" Adorei essa frase, tem tudo a ver com uma palestra que fui sobre Mindfulness, que (pelo que entendi) é uma prática de meditação que busca focar em como percebemos as coisas. Tudo a ver com seu texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal isso de Mindfulness, vou procurar saber mais sobre o assunto :D

      Excluir

Google +

Facebook

Quote #1

"Devemos sempre acreditar que, por mais difícil que seja, lutar por aquilo que queremos não é perda de tempo."

- Anne Ferreira