Diário de uma universitária: Faculdade pública ou particular?

18.9.15

Oi gente! Voltei com mais um post da série Diário de uma universitária, depois de quase desistir do projeto. Sim, eu ia deixando essa ideia de lado por conta do pequeno retorno que o primeiro post deu, mas mesmo assim eu acho válido continuar essa série e se eu puder ajudar oa menos uma pessoa, já valeu a pena.

O tema desse segundo post é uma das coisas que mais me atordoaram no Ensino Médio. Depois de escolher o curso (saga que contei no primeiro post), chega a hora de analisar as faculdades que dispõe dele. Sei que é o sonho da maioria esmagadora dos estudantes passar no vestibular de uma faculdade pública, tanto pelo motivo óbvio de não pagar nada, quanto pelo status. Acredito que todo mundo conhece pelo menos uma pessoa que escolheu um curso aleatório e que não queria só para poder dizer por aí que passou em uma UF. Olha, isso não é legal! Afinal, quais são as maiores diferenças entre uma faculdade pública e uma faculdade particular?

O pior momento é a divulgação da lista de concorrência e aquele sonho de ingressar em uma faculdade pública vai dando adeus (pelo menos comigo foi assim). Pra vocês terem noção, em 2013, ano do meu vestibular, a concorrência do curso de Direito na UPE era de 152,54 candidatos para uma vaga. Eu quase enlouqueci! No meu último ano eu tinha aulas em período integral duas vezes por semana e à noite, cursinho. Parece muita coisa, mas isso me consumia tanto que não rendeu nenhum fruto. Óbvio, poderia ter sido bem pior se eu não estivesse matriculada no cursinho, mas eu não estudei o suficiente para ingressar no curso que eu queria.

Na verdade, eu passei em Psicologia na UPE e em Automação Industrial (WTF?) no IFPB. Em Direito? Passei também... bem longe. Juliana não iria pra UFPE, UPE e nem nada. Eu até pensei em arriscar mais um ano de cursinho, mas o meu pai me sentenciou à uma universidade pública. Nesses meus anos de faculdade e ouvindo a experiência das minhas amigas que passaram em um pública, pude tirar algumas conclusões sobre ambas e resolvi falar delas pra vocês. 

A faculdade pública
No colégio ou no cursinho, você sempre será preparado para pode dizer que é Fera UF__. Também não é pra menos, estudar em uma rede de ensino federal, 0800 e, provavelmente, referência de ensino de qualidade não é pra qualquer um. Mas tudo tem seu lado positivo e negativo, certo?

Os prós
  • Quando você diz que estuda em uma universidade pública, imediatamente as pessoas te enxergam como a pessoa mais inteligente e capacitada do mundo;
  • Geralmente as faculdaes ficam na capital e os matutinhos do interior ficam loucos de alegria quando se mudam para uma república, ficam longe dos pais e fazem tudo que querem;
  • Todo mundo acha que a sua faculdade é a melhor do planeta Terra, defeitos zero;
  • Estudar de graçaaaaa!

Os contras
  • Dilma não paga os professores e eles não perdem uma oportunidade de fazer greve de uns 3 meses (e não estão errados por isso);
  • Por conta das greves, seu curso vai atrasar bastante e suas férias serão opostas a do mundo inteiro;
  • O descaso com os professores os deixam muito desanimados para lecionar, por isso o rendimento de muitas matérias caem bastante;
  • Apesar de ser referência, algumas universidades públicas estão perdendo o prestígio devido a má qualidade de ensino.
  • As alunos federais/estaduais se acham as pessoas mais importantes/inteligentes do planeta. Não é regra, mas vai dizer que você não conhece alguém assim?

As faculdades particulares
Esse é o time dos descriminados, julgados de não serem estudiosos, mas são filhinhos de papai e ele tá bancando a faculdade. Argh!

Os prós
  • Não tem moleza de greve, é aula, aula e aula!;
  • Você sempre poderá ir na coordenação e dizer "EU ESTOU PAGANDO!";
  • Os diretores estão sempre pressionando os professores para que eles sejam rigorosos nas aulas, pontuais e nunca nos deixem sem fazer nada;
  • O governo e a própria política da faculdade oferecem bolsas de estudo e financiamentos, então você não precisa se preocupar tanto assim com a grana;
  • Algumas faculdades estão com a credibilidade tão alta que as vezes ultrapassam a de uma pública!

Os contras
  • Muita gente ainda acha que somos burros, não queremos nada com a vida e só estamos ali porque pagamos;
  • Mesmo com as bolsas ou financiamento, você um dia vai ter que pagar;
  • Apesar dessa recente mudança de qualidade entre as universidades públicas e particular, o mercado de trabalho, em alguns casos, ainda prefere os estudantes públicos. 

Espero não ter parecido parcial ou desincentivado ninguém a estudar para passar em uma universidade pública, pelo contrário. Se esforce ao máximo para ter acesso ao ensino gratuito, mas, se por acaso não der certo, tente novamente ou não se envergonhe por precisar recorrer ao ensino privado. Falo isso porque eu mesma me sentia envergonhada por não ter passado onde todo mundo deseja passar, mas hoje eu desencanei disso e percebi que minha faculdade é boa sim e que se dane se eu preciso pagar por ela! (Na verdade, eu uso o FIES).

Nenhuma das duas redes de ensino será perfeita em todos os seus aspectos, claro que não, mas quem faz o seu futuro é você, o lugar onde você estuda só vai te dar uma ajudinha. Minha professora nos disse que a única coisa que nos difere de um aluno da federal é preparção que tivemos antes, eles estudaram mais e passaram. Agora estamos todo mundo no mesmo barco. "O Vade Mecum que ele s estudam é igual ao seu", foram essas as palavras dela e que serve para qualquer curso. Todo mundo tem as mesmas chances, cada um que lute pelo seu diferencial. 

Vale lembrar que nada aqui é uma verdade universal ou que eu estou certa sobre tudo. Essa é apenas a conclusão que eu cheguei baseada na minha experiência. Mas eu espero que esse post tenha ajudado vocês de alguma forma boa. Comentem aqui embaixo a opinião de vocês, a expriência nas suas faculdades e não se esqueçam de mostrar esse post pra aquela amiga que ainda vai começar a vida universitária. Beijos!

Que tal esses?

12 comentários

  1. Oi Juliana, sou aluna de federal e embora eu esteja nela há pouco mais de um ano, nós temos convivido com a greve, é o maior pesadelo de todos nós. Na minha universidade, apenas o setor técnico-administrativo está em greve, mas isso causa um problemão já, a nossa sorte é que nossos professores tem sido muito dedicados e mesmo com tudo que eles tem para queixar deram preferência aos alunos e tem cumprido com o calendário acadêmico. Graças à Deus nós temos excelentes professores na UFRRJ e apesar de sempre encontrar aquele que não é tão bom, a maioria tem se dedicado da melhor forma possível. Então, acho que esses problemas acabam variando muito de federal para federal, e também pela gravidade das queixas que eles tem.
    O que me fez optar por uma federal foi a ideia que eu tinha de que passaria mais tempo vivendo uma vida universitária do que em uma faculdade particular, por poder montar minha grade, por ter outros professores que também vieram de faculdade públicas e terem currículos maravilhosos... Mas claro, sempre há os lados negativos. Não posso desvalorizar uma faculdade privada, porque nunca estive em uma, mas imagino que não tenha muita coisa de diferente, no fundo o importante é todo mundo lutar pelo sonho que tem!
    Belo post e não para com o diário não, você vai ajudar muita gente! Beijos!

    www.princesasadoradoras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom encontrar professores assim que em meio à grande desvalorização do seu trabaho, eles ainda querem dar o seu melhor. Claro, a situação varia de acordo com a faculdade e acho que não tem muita diferença entre a pública e a privada.
      Obrigada pelo incentivo :D Beijos!

      Excluir
  2. Eu tô em ano de cursinho agora, então sabe como é, correria, hahah. Vou tentar a Federal mas se não rolar e o senhor ProUni me ajudar com uma particular eu vou fazer mesmo assim ^^
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai dar tudo certo Betânia! Se você não passar, não fique chateada e tals, tenho certeza que em uma faculdade particular você vai conseguir uma boa qualidade de curso também :D

      Excluir
  3. Eu como professora, recém formada em escola particular com bolsa do Prouni só tenho a dizer que assusta a molecada que tá entrando na faculdade agora.
    Que assusta como a educação no Brasil vai caminhando.
    Fico muito feliz que você lute pelo que acredita E que esteja estudando!

    | A Bela, não a Fera |
    | FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A educação do Brasil está cainda em um poço sem fundo! Nossa, tem muito o que melhorar :(
      Obrigaaada. Beijos!

      Excluir
  4. Adorei o post. Concordo com você, quem faz a faculdade e o aluno! Você pode estudar em qualquer uma das duas e se dar muito bem na sua área ou não, tudo isso depende de você! Beijos

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post. Ano que vem chega a minha vez e minha mãe esta me precionando pra passar pra uma publica,pois não temos condições de pagar. Oque eu tenho mais medo são das greves mas a universidade que pretendo ir, felizmente, não tem tantas greves é a Federal Rural de 3rios aqui no RJ. Mas dizem que os alunos da publica tem um "ensino" mais avançado em relação ao conteúdo. Não sei se é verdade.
    Mas independente de universidade o importante é cursar o curso que te faz feliz. Seja Estácio ou UFRRJ, meu caso.

    Amei o post beijooos e boa sorte ♡
    http://opadenovo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, já basta as nossas cobranças, não adianta os pais pressionarem também :(
      Espero que você passe, beijos!

      Excluir

Google +

Facebook

Quote #1

"Devemos sempre acreditar que, por mais difícil que seja, lutar por aquilo que queremos não é perda de tempo."

- Anne Ferreira