Resenha: A garota que você deixou para trás - Jojo Moyes

4.7.15

A última resenha aqui no blog foi em fevereiro! Pasmem, mas realmente fazia muito tempo que eu não lia um livro e já tinha até perdido a prática. Depois de muito lutar contra minhas próprias forças e persistência eu consegui concluir a leitura de A garota que você deixou para trás. Ganhei esse livro no meu aniversário do ano passado mas não li, comprei outro livro da Jojo, Quem eu era antes de você, o li primeiro e fui adiando o dia de ler A garota e ainda por cima, quando comecei demorei muuuuito pra terminar. Talvez depois eu faça um post contando um pouco da minha recente dificuldade na leitura. Mas isso não importa mais, finalmente terminei o livro e decidi resenhar ele pra vocês.
Título: A garota que você deixou para trás
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 384
Ano: 2014
Classificação: ♥♥♥♥♥
Sinopse: 'A Garota Que Você Deixou Para Trás - Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo a família, a reputação e a vida na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos
2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes."

Logo de cara gostei muito do roteiro do livro, ele se passa em dois períodos de tempo - amo isso - durante a Segunda Guerra Mundial e nos dias atuais, contando a história de duas mulheres fortes e determinadas que tiveram que lidar com a perda de seus maridos: Sophie Lefrevé e Liv Halston. A trama gira em torno de um quadro que o marido de Sophie pintou para ela e os mil destinos dele. Sério, esse quadro tem uma história longa de honestidade, promessas, dívidas e toda dor que uma guerra pode causar.

O quadro intitulado com o nome do livro viaja por vários países: Da França para a Alemanha e de lá para a Ingaterra, pertencendo a Liv. Após ter ficado viúva, ela leva muito tempo para se envolver novamente e quando consegue, se apaixona por Paul, um advogado encantador. Acontece que ele estava como o caso que desejava tirar a posse do quadro de Liv em mãos, é aí que tudo se complica. Surge uma mistura de tristeza e decepção na relação dos dois e a personagem não abre mão daquilo que foi presente do seu falecido marido.

Gostei muito da força empregada em ambas as personagens, é muito bonito ver diante de toda a fragilidade a determinação que elas tiveram para conquistar o que queriam, custe o que custar. Além disso, como o quadro esá sendo disputado na justiça, há um pouco de Direito Civil na história, mas nada de outro mundo. Durante a trama sofri junto com o Paul por ter de uma lado seu emprego e do outro o amor da sua vida. É difícil quando ficamos no meio de algo que amamos e não sabemos o que escolher.
Uma das lições que o livro me deixou foi exatamente essa da foto ai de cima. "É que na vida há coisas muito mais importantes do que vencer." Quantas vezes deixamos o nosso trabalho, o orgulho ou a dor de uma ferida falar mais alto e não damos o braço a torcer? É exatamente isso, sabe? Há coisas bem mais importantes que isso pelas quais vale a pena lutar. Mais vale um braço torcido do que um coração eternamente arrependido.

Esse já é um dos meus livros favoritos ♥ Pretendo ler todas as obras da Jojo, gostei muito da escrita dela. Comentem aqui em baixo se vocês já leram esse livro e o que acharam da resenha. Beijos!

Que tal esses?

10 comentários

  1. Eu comprei esse livro recentemente e ainda não tive oportunidade de ler, depois da sua resenha fiquei mais ansiosa para começar do que já estava rs . "É que na vida há coisas muito mais importantes do que vencer." Cara!!! adorei a sua resenha, sem muito spoiler, disse apenas o necessário pra que possamos ficar ainda com mais vontade de ler o livro >_< Beijos

    www.pumpcolor.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que ficou animada pra ler!! Sempre me preocupo em não dar spoiler haha

      Excluir
  2. Adorei sua resenha, Ju! Minha amiga tem esse livro e me encantei por ele desde que vi a capa (tá, eu julgo um pouco pela capa sim kkkk). E depois que li a sinopse fiquei ainda mais curiosa e acho que vale a pena ler, já que se tornou um dos teus livros favoritos. Então ele é bom mesmo, né?
    bjs

    blogtrashrock.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As capas da Jojo são lindas de mais gente!

      Excluir
  3. Sou louca para conhecer a escrita dela *-*
    Ótima resenha :)

    www.chaeamor.com

    ResponderExcluir
  4. Olá! estou indicando seu blog para responder a tag Amo/Odeio.

    confira aqui: http://desenhandopelocaminho.blogspot.com.br/2015/07/amo-odeio.html

    ResponderExcluir
  5. Que lindo! Já tinha ouvido falar desse livro e estou doida pra ler ele. Adorei sua resenha. Você escreve muito bem. Beijos.

    www.vireigentegrande.com

    ResponderExcluir

Google +

Facebook

Quote #1

"Devemos sempre acreditar que, por mais difícil que seja, lutar por aquilo que queremos não é perda de tempo."

- Anne Ferreira