Ela sabia a resposta

23.1.15


No Ensino Médio eu era aluna VIP na sala da psicóloga. Ela tinha sardas e olhos azuis (ou era verdes?) que penetravam minha alma sem dificuldade. Por instinto ou desespero, típico da adolescência, eu a enchia de perguntas. Ela me explicava com a voz mais doce que já ouvi na vida as coisas mais amargas de se entender na vida. "Mas... PORQUE?!". Eu repetia isso todas as vezes que terminava uma explicação. Meu Deus! É mesmo impossível um adolescente parar de complicar as coisas?

Tenho certeza que ela sabia todas as respostas, mas uma vez  fez diferente e simplesmente despejou em mim as palavras que repito até hoje em minha mente: "Jú, para de perguntar o porquê das coisas!"Ela deveria ter gritado "EUREKA!" antes.

Se eu disser que ignorar os quatro "porquês" que o português nos sugere é simples, estarei sendo hipócrita. Parece que nos dias de hoje ninguém sabe viver sem uma explicação ou como preferem falar, sem uma "satisfação". Querem tudo as limpas, a verdade jogada na cara. Uma coisa que aprendi com um filme de alienígenas é "Não faça perguntas que você não quer saber as respostas" (MIB 3). É, os alienígenas devem entender mais da vida do que muitos de nós.

Eu sei que ela sabia a resposta, talvez a resposta pra qualquer coisa que eu perguntasse. Suspeito que eu mesma saiba, mas não vou me sabotar. Se não sou capaz de suportar a verdade, então não a quero. Nem todo mundo é tão altruísta como eu, nunca entenderei como algumas pessoas conseguem ser tão frias e machucam os outros com tanta facilidade, então não corro atrás de motivos, justificativas e nem satisfações sobre as piores coisas que me aconteceram. Saber não muda o passado, só atrapalha nosso presente e compromete o futuro. Aprendi a trocar a interrogação pelo ponto final.

Essa é a maior sabedoria que já aprendi até agora. Há um propósito para cada folha que cai de uma árvore, é preciso que venha o outono. Há um propósito para cada lágrima que cai do seu rosto, é preciso que venha o outro sonho. Abandone o "porque?", apegue-se ao "para que?". À isso, sou grata aos alienígenas e à moça dos olhos azuis que desmentiu minha professora de português.

Que tal esses?

2 comentários

  1. Perfeito. Ju! Adorei essa parte: "Saber não muda o passado, só atrapalha nosso presente e compromete o futuro. Aprendi a trocar a interrogação pelo ponto final." Foi bom ler isso. Fia, você tem dom pra escrever. :P Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amiga! Espero que tenha ajudado :) saber as vezes não faz diferença

      Excluir

Google +

Facebook

Quote #1

"Devemos sempre acreditar que, por mais difícil que seja, lutar por aquilo que queremos não é perda de tempo."

- Anne Ferreira